“Os homens que querem uma pessoa para um relacionamento não dão crédito às mulheres que postam fotos muito sensualizadas, com poses extravagantes e com excesso de tratamento de imagem (photoshop)”.

Você tem preconceito em relação aos aplicativos de namoro? Eles se conheceram há três anos no Tinder e as afinidades são tantas que os dois não se desgrudam mais, apesar de ela morar em Porto Velho e ele em Diamantino, cidade do interior do Mato Grosso.

“Uma amiga instalou o aplicativo em meu celular após um bate papo em que falávamos da dificuldade em conseguir um namorado”, afirma Ana Carolina Cardoso, formada em Jornalismo e Direito, funcionária do Tribunal de Justiça do Estado.

Ela deu match (curtida) em dois rapazes, mas a conversa só engatou mesmo com Alex Sanchez, servidor do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

“Foi um conversa rápida e logo depois saí do Tinder, pois não achei muito legal”, disse Carol, como é chamada pelos amigos. Dias depois apareceu a sugestão de amizade no Facebook (aquela sugestão que o próprio facebook envia).

“Por não querer aceitá-lo, já que não o conhecia, um amigo meu, dando uma de cupido, tomou o celular da minha mão e deu um ok na amizade. Dai em diante o papo começou a fluir e percebemos que havia muitas coisas em comum entre nós”, explicou.

Ressabiada

Mas até chegar ao namoro ainda levou um tempo. “Como ele morava em outro estado e não tínhamos amigos em comum, eu não confiava muito. Foram necessárias muitas conversas e vindas a Porto Velho”, ressaltou. “Como os pais dele são daqui (Porto Velho), Alex fez questão de me levar à casa deles para me apresentar”.

“À medida que nos conhecíamos íamos vendo o quanto tínhamos coisas em comum – sonhos/ projetos e isso fez aumentar a nossa cumplicidade”, afirmou Alex. Em dezembro passado (2018), eles realizaram um sonho antigo de ambos: ir a Disney. “Foi à primeira viagem ao exterior de muitas que virão”, disse.

Nesses três anos, ambos vivem na ponte área – quando ele não vem a Porto Velho,  ela vai para o Mato Grosso. “O Pessoal do nosso trabalho já conhece a nossa história e todos torcem por nós”, diz Carol, que faz hora extra para poder tirar folgas e viajar.

Ela é perita em mobilizar pessoas na cidadezinha de Diamantino para entregar presentes em datas especiais. “Compro o presente na loja de lá e dou um jeito para alguém deixar na Vara onde o Alex trabalha – tudo isso por telefone”, diz ela enquanto cai na gargalhada.

 Casório

O casamento anda arrodeando os dois. “Estamos esperando apenas a minha transferência para o TRT/ Porto Velho, o que deve ocorrer no próximo ano”, esclareceu Alex, que, devido à timidez, costuma falar pouco. “Mas já me sinto casado com ela, inclusive moramos dois meses juntos”, acrescenta. O apartamento já está comprado. E já tem também o nome dos filhos.

“Precisamos ficar com alguém que tenha as mesmas afinidades, do contrário haverá discussões o tempo todo. A gente não pode forçar um relacionamento, ele tem que fluir naturalmente”, pontua ele.

Quem está no Tinder?

Como o homem escolhe uma mulher que está disponível em um aplicativo de namoro?

“Não há como negar que a primeira coisa que chama a atenção dos homens é a beleza da mulher, depois observamos se o papo flui, se é inteligente, quais os interesses. Se o homem quiser algo realmente sério, esses pontos são fundamentais para continuar a conversa, do contrário ele cai fora”, esclarece ele.

De acordo com Alex, os homens que estão querendo de fato uma pessoa para um relacionamento não dão crédito às mulheres que postam fotos muito sensualizadas, com poses extravagantes e com excesso de tratamento de imagem (photoshop).

Por fim, ele esclarece que a maioria dos homens que está nesses aplicativos é apenas para “pegação” mesmo. “Mas há uma minoria séria, por isso é preciso saber selecionar”, finalizou.

 

Jornalista profissional Emília Araújo

#blogdepontacabecaoficial